a Reserva ecológica
da sapiranga.

A vegetação da Reserva da Sapiranga é formada, em quase sua totalidade, por fragmentos de floresta ombrófila densa em estágios de médio a avançado de regeneração, ou seja, em processo de recuperação natural, pois os desmatamentos voltados principalmente à agricultura e à pastagem tiveram início no século 16. Atualmente seu uso é restrito e protegido. As atividades desenvolvidas na reserva são, eminentemente, de cunho ecoturístico e educacional. A vegetação, que se caracteriza por sua heterogeneidade, pode ser apreciada ao longo das trilhas ou no viveiro de mudas, onde são produzidas mudas de espécies ameaçadas de extinção, como a amescla e o pau-brasil, que dá nome ao nosso país, e outras importantes espécies para a flora e a comunidade local, como o cajueiro, pau-pombo, licurioba, piaçaba, sucupira, murici, lixeira e ingá, sejam pelos frutos por elas produzidos ou pelas fibras fornecidas.

Fechar Menu